São João do Gonzagão 2017

Numa grande representatividade da cultura popular e suas manifestações, o São João destaca-se na cidade de Luiz Gonzaga, filho mais ilustre de Exu, PE, que tanto cantou a religiosidade do povo nordestino e suas manifestações culturais.

Uma das mais belas e retratadas história sertaneja, a música Asa Branca (composição de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira) se fez forte, penosa e imortalizada “hino do Nordeste”, pelos os seus 70 anos, será tema do audacioso projeto cultural Cidade São João do Gonzagão 2017, traduzida em alegorias e adornos dos festejos juninos, numa cidade cenográfica montada para contar a história do povo sertanejo, de uma época sofrida, mas de muita vivacidade nos festejos juninos.

Promover ações sustentáveis de fomento a preservação desta tradição cultural e o acesso, é o desafio dos organismos culturais, dos seguimentos: público, privado e terceiro setor, trabalharem unificados na valorização cultural para manter vivos os costumes e resgates as tradições do nosso povo, dinamizando a economia local e festejando a alegria da nossa gente pernambucana.

Privilegiada pela sua diversidade cultural e abraçada pela exuberante beleza da Chapada do Araripe, a simpática e hospitaleira cidade de Exu,PE no sertão nordestino, com aproximadamente 32 mil habitantes, tem em suas raízes fortes tradições como marcas do legado construído pelo o seu filho mais ilustre o “Rei do Baião” Luiz Gonzaga, uma delas a canção, Asa Branca, símbolo da migração forçada pelo o nordestino, de tantos amores deixado em sua terra, como o próprio amor aos costumes e tradições.

Nos 70 anos de Asa Branca remontamos a trajetória desta musicalidade retratada em cenários reais, revivendo a época do São João da roça, na gastronomia, dialeto, utensílios e costumes dos festejos juninos, numa cidade cenográfica chamada “Cidade São João do Gonzagão”.

Fortalecendo esta tradição junina, inovando com arte e dinamismo, economia criativa, unificando as origens tradicionais com a criatividade que desperta da juventude. É a finalidade deste projeto para que mantenhamos viva as manifestações culturais do nosso povo, das nossas origens e incluir as comunidades, na solidificação de vínculos entre setores públicos, privado e terceiro setor na promoção de políticas públicas culturais, dentro de um planejamento de ações sustentáveis nos dias 29, 30 de Junho e 01 de Julho na “Cidade São João do Gonzagão”, fomento ao desenvolvimento da cultura e do turismo local.

FESTIVAL REGIONAL DE QUADRILHAS JUNINAS
Como marca no período junino da terra do Rei do Baião e região, caravanas de diversas cidades vem a cidade para prestigiar cada quadrilha que passa no arraiá, preservando a dança e arte junina. E este ano recebemos a Etapa da Federação de Quadrilhas Juninas de Pernambuco (FEQUAJUPE).

SÃO JOÃO NA ROÇA
O São João na Roça é uma forte tradição realizado no sítio, vivencia o típico São João cultural, preservando as simbologias, comidas típicas, quadrilhas matutas, fogueiras, danças e costumes do povo sertanejo.

POLO CIDADE SÃO JOÃO DO GONZAGÃO
A cidade cenográfica com inspiração na música Asa Branca que completa 70 anos, será polos de preservação cultural nos ornamentos juninos, adornos e vestimentas, comidas típicas, costumes, espetáculos, shows e a vivencia do sertanejo remontado num cenário épico e cultural do sertão com inspiração em arquiteturas de vilarejos épicos da infância de Gonzaga.

CONCURSO GASTRONÔMICO JUNINO
Preservando as comidas típicas juninas e fortalecimento das iguarias do sertão e sua cultura culinária as novas gerações.

CONCURSO CASAMENTO JUNINO
Uma das manifestações juninas que envolve a criatividade, dinâmica e humor retratados na arte, proeza e poesia do povo sertanejo.

RENOVAÇÃO SERTANEJA
A religiosidade como cultura, fé, tradição e renovação da vivência e costumes sertanejos, traduzidas nas ladainhas e crenças das rezadeiras e benzedeiras do sertão.